Aprenda a como fazer um bebedouro de garrafa PET para beija-flores

Quem não quer atrair um belo beija-flor com seu voo exuberante e cores lindas para seu jardim ou varanda? Então venha que vamos mostra um bem simples e prático de fazer.


Imagem de 272447 por Pixabay


VAMOS APRENDER...


Mas antes vamos explicar o que você vai colocar dentro do bebedouro para que essas belas aves não sofram nenhum dano.


Bebedouros para beija-flores


O bebedouro com água açucarada não substitui as necessidades nutricionais dos beija-flores, já que o néctar tem outros nutrientes além do açúcar e os beija-flores se alimentam também de pequenos insetos e artrópodes, de onde obtêm proteínas. Mas não se preocupe, os beija-flores, estando livres, saberão procurar essas outras fontes nutricionais. Para quem tem disponibilidade de espaço, o ideal é plantar espécies vegetais que fornecem néctar e outras que fornecem materiais para a construção de ninhos. As áreas arborizadas fornecem abrigos para estas aves, bem como permitem a proliferação de pequenos insetos dos quais elas se alimentam.


Os bebedouros podem ser usados como uma estratégia para trazê-los perto de nós, permitindo que possamos observá-los melhor. Em algumas situações os beija-flores ficam tão confiantes nas pessoas que tratam deles que chegam a pousar em suas mãos. Esta experiência permite às pessoas vivenciarem uma forma contemplativa das aves, sem a necessidade de aprisioná-las em gaiolas. Esta é também uma ótima oportunidade para fazer a educação ambiental de crianças e adultos.


Leia também:


Que alimento colocar nos bebedouros?


A concentração de açúcar deve ser próxima de 20% (1 parte de açúcar para 4 partes de água, medidas pelo volume), que é parecida com a concentração do néctar. Não coloque nada mais além de água e açúcar. O açúcar pode ser o cristal, que é menos industrializado. Mas evite o mascavo, ou mel, pois já foi observado que com seu uso destes produtos a solução fermenta mais rapidamente. Existe no mercado produtos industrializados exclusivos para a alimentação de beija-flores, que contém, além do açúcar, vitaminas e outros nutrientes. Entretanto, é controversa a necessidade do uso desses produtos, já que não têm na prática nenhuma vantagem com relação ao uso do açúcar comum e, eventualmente, alguns dos componentes dessas fórmulas poderiam ter contraindicações para os beija-flores.


O néctar das flores é composto de água e açúcar apenas, eventualmente há outros produtos mas em quantidade irrisória. Questionou-se que o uso de água de abastecimento público para o preparo da solução açucarada poderia prejudicar os beija-flores pelo fato desta água conter flúor. Não há, entretanto, estudos comprovando isto, sendo, desta forma, mais um mito a respeito do assunto.


Cuidados com os bebedouros


Os bebedouros foram incriminados como causadores de candidíase oral nas aves, o que, entretanto, não está comprovado cientificamente. De qualquer forma, sempre que for utilizá-los deve-se tomar precauções de higiene: troque a solução com frequência, de preferência diariamente. Faça uma limpeza adequada. O interior pode ser limpo com uma escova de limpar mamadeira dessas usadas em laboratórios para limpar tubos de ensaio, chamadas de gaspilhão. Na falta destas pode-se usar areia grossa ou arroz, jogando um pouco dentro do recipiente com um pouco de água e sacodindo-se bem. É comum o desenvolvimento de algas que vão escurecendo a superfície do vidro. O tubinho por onde a ave suga a solução também deve ser limpo internamente, para isto pode ser utilizado um palito de dente.


Imagem de Robson veneziani por Pixabay


O bebedouro pode também ser deixado por meia hora dentro d'água com um pouco de água sanitária (uma colher de sopa em um litro d'água). Enxague bem. Bebedouros feitos em casa têm a vantagem de poderem ser trocados mais frequentemente.


Alguns animais podem ser atraídos pelos bebedouros além dos beija-flores e são eles:


- Formigas: Se chegarem a atrapalhar o uso do bebedouro pelos beija-flores, podem ser evitadas colocando-se no suporte em que o bebedouro está pendurado um pedacinho de estopa, algodão ou um pano e embeba com um pouco de óleo queimado.


- Abelhas: são frequentemente atraídas, às vezes em grande quantidade, impedindo que as aves se aproximem. Algumas medidas podem ser tomadas para afastá-las:


1- Retire as corolas dos bebedouros, se tiver. Para os beija-flores basta o tubinho ou mesmo um furinho com uma marca vermelha em volta para atraí-lo. As flores corolas ajudam a atrair abelhas e também servem como local para pousarem.


2- Retire os bebedouros durante alguns dias, até que as abelhas desapareçam. Coloque-os em seguida em lugares diferentes de onde estavam. Os beija-flores os acham com facilidade, mas as abelhas podem demorar um pouco mais para descobri-los.


3- Use um tubinho mais comprido. Os beija-flores alcançam a água açucarada pois enfiam o bico no tubinho. Já as abelhas podem ter dificuldade para fazer isto. A colocação do tubinho obliquamente também pode dificultar as abelhas alcançarem a solução açucarada.


4- Óleo de cozinha usado pode espantar as abelhas, que não toleram o cheiro. Um repelente caseiro para abelhas (não tóxico para as aves) pode ser assim preparado: pegue um quarto de dente de alho e amasse bem. Adicione uma colher de sopa de vinagre e outra de azeite. Misture bem. Aplique próximo ao furinho do bebedouro.


5- Use um bebedouro bem simples, feito em casa, como explicado acima, ou o bebedouros "Jonas", mostrado abaixo. Não use tubinho. Passe óleo vegetal na base da garrafa e principalmente em torno do furinho. As abelhas terão dificuldades em pousar, pois escorregarão no óleo.


- Morcegos: podem visitar os bebedouros à noite. Embora os morcegos nectarívoros não sejam transmissores habituais da raiva, como são os morcegos hematófagos, essas espécies também podem albergar o vírus da raiva. O contato com morcegos de qualquer espécie deve ser sempre evitado. Em nosso meio a espécie que mais comumente frequenta bebedouros é o morcego-beija-flor, Glossophaga soricina. Se achados doentes ou mortos, devem ser descartados com os devidos cuidados.


Leia também:


APRENDA A FAZER UM BEBEDOURO DE GARRAFA PET PARA BEIJA-FLORES


Agora sem mais delongas, vamos aprender a fazer um bebedouro de garrafa PET.


Materiais que você vai precisar


- 1 garrafa PET 600 ml;

- 3 tampinhas vermelhas de refrigerantes;

- 3 rebites pops (apenas a rosca interna);

- 1 tampa vermelha de pote de sorvete;

- 1 moeda de R$ 1,00

- Tesoura - Alicate - Prego;

- Vela (ou use o fogão);

- 1 caneta permanente.


Imagem de Džoko Stach por Pixabay


Como Fazer?


- Com a caneta faça três pontos na parte superior da garrafa. A distância entre cada ponto deve ser de aproximadamente 6 centímetros, ou seja: faça um ponto, meça os centímetros e faça o próximo ponto;

- Aqueça a ponta do prego no fogo e fure os pontos marcados com caneta na garrafa de 600 ml, a espessura deve ser a mesma que a da rosca do rebite pop;

- Ainda com o prego quente fure o centro das três tampinhas de refrigerante;

- Passe a rosca de rebite dentro da tampinha e fixe a tampinha na garrafa de 600 ml;

- Pegue a moeda de R$ 1,00 e faça três circunferências, contornando-a com a caneta na tampa do pode de sorvete;

- Recorte os três círculos na tampa do pote de sorvete e encaixe cada um deles em uma tampinha de refrigerante que já está com a rosca do rebite pop;

- Coloque quatro partes de água para uma parte de açúcar (por exemplo: a cada quatro colheres de sopa de água, acrescente uma colher de sopa com açúcar);

- Use uma corda de náilon e pendure o bebedouro em seu jardim.


E está pronto seu bebedouro para atrair belos beija-flores para seu jardim.


Referências

Site: www.ceo.org.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog